Diário

30/05/2012 - 03:11 | Postado por:
7- Al Menos Una Vez en La Vida! – 30/05/2012

Amar não é olhar sempre um para o outro, mas olhar juntos na mesma direção!

Com o embarque dos carros marcado para 01/06, sobrou tempo para perambular por Cartagena.

O calor e a umidade são extremas. Fora dos ambientes com ar condicionado é quase impossível ficar sem que a gente se sinta … acabar, já está quente!! E …. a gente se acostuma! Eu que não gosto de calor, nem me importo mais de andar sempre encharcado. Se me falassem eu não acreditaria, mas a gente passa a desviar a atenção e esquece o calor …. até que uma gotas de suor caiam dentro dos olhos!

Andar nos ônibus é uma experiência e tanto! São todos enfeitados com cores berrantes, cheios de santos e santas no habitáculo do motoristas, que  mais parece uma capela! Não tem ar condicionado.  E …. a música rola alto! Muito alto! E todo mundo fica se balançando! Parece que o ônibus também! Quando dei por mim já estava batendo os pezinhos!

Não estando ainda nada acostumado a máquina fotográfica grande, saquei a pequena mesmo e saí para novas fotos. Agora vai!

Café del Mar

VagaBond, fui parar na beira mar. Uma vista incrível. A cidade muralhada ao entardecer. Junto aos prédios e cúpulas das igrejas antigas, as luzes iam se acendendo, suavizando as formas e dando-lhes um colorido romântico. A brisa suave vindo do mar completava o momento de calma e inspiração.

Sobre a muralha alta, várias pessoas sentadas a intervalos regulares. Luzes amareladas esmaecidas, outras pequenas em neon azulado. Fiquei curioso. Achei uma abertura na muralha e fui entrando. Uns jardins e bares ao ar livre. Achei uma escadaria e fui subindo atraído  por uma música que me despertou os sentidos.

Hummmm….lá estava. Achei algo conhecido. Em Curitiba, já havia visto e ouvido alguns Cd’s do “Café del Mar”. Capas super coloridas. Só não sabia que havia um aqui em Cartagena. Aliás, o maior deles.

A música, um “lounge” suave estiloso com uma batida embalando o coração. Foi isso que me atraiu.

Logo na entrada um luminoso em neon “Café del Mar” com as cores caribenhas. A partir dali, tudo á luz de velas, ou da luminosidade amarelada dos holofotes colocados ao pé das muralhas. Entre mesas para casais, para quatro pessoas e até verdadeiras camas cheias de almofadas multicoloridas o Restaurante/Bar deve ter mais de 2.000m2, ao longo da muralha entrecortada por canhões que antigamente eram usados pelos defensores da cidade para afastar os frequentes conquistadores que vinham por mar.

Hoje aqui, os conquistadores são outros. Não usam canhões, apenas disparam suas máquinas de foto, cujo flash ilumina o ambiente a cada instante.  Não querem posses de terra, senão uns aos corações dos outros!  E outros, como eu, sequiosos por conquistar também, um momento perfeito.

Conquista sublime. Com direito a celebração! Um “mojito” e “Salmon a las hierbas”.

Olhei o céu, o mar, as luzes da cidade ao longe, as pessoas felizes …. curti a música. O momento!!!

Cartagena … Al menos una vez en la vida!

Nada a conquistar.

Estou vivo! Sou feliz! Celebrei á vida!!